Inscrições abertas para Curso de Políticas Públicas em Queimados

Categorias
Texto por
Comunicação Casa
Data
11 de julho de 2019

A Associação Amigos do Paraíso (AMPARA), em parceria com a Casa Fluminense, realiza o Curso de Políticas Públicas e Militância Digital no município de Queimados durante os meses de agosto e setembro. As aulas acontecerão as sábados, de 14h às 18h, na Igreja Presbiteriana Unida (Rua Irmãos Guinle, 1645 – centro de Queimados / próximo ao ponto final da linha de ônibus Nilopolitana, beirando a estação de trem). Importante ressaltar que o curso é gratuito e voltado para lideranças locais e juventude.

O processo seletivo para participantes está aberto, com 45 vagas disponíveis. Acesse o formulário de inscrição e candidate-se para uma vaga no link: http://bit.ly/CursoPPAmpara. O resultado dos aprovados será divulgado no dia 31 de julho nas redes sociais da Casa Fluminense e da AMPARA.

No total o curso é composto por nove encontros que abordarão: os conceitos de cidadania, políticas públicas e articulação com os governos; as agendas setoriais como saúde, educação, segurança pública, mobilidade urbana e saneamento básico; e oficinas de comunicação e redes sociais como foco na promoção de direitos do cidadão. Ao final do curso será proposto para os participantes a criação de uma lei de iniciativa popular para ser encaminhada à Câmara dos Vereadores de Queimados.

A iniciativa do Curso de Políticas Públicas e Militância Digital em Queimados é inspirada no Curso de Políticas Públicas da Casa Fluminense — que já está em sua quarta edição — e foi apoiada pelo Edital da Agenda Rio 2030 realizado em julho deste ano. Jorge Peixoto, que é coordenador da Associação Amigos do Paraíso, foi aluno da segunda edição do curso realizado pela Casa e conta para nós como essa experiência o inspirou a multiplicar aprendizados e articulações na elaboração de um formato voltado para o seu território:

” Na verdade, ter tido a oportunidade de fazer o Curso de Políticas Públicas da Casa agregou a minha formação e militância. Me trouxe valores, conhecimento e expandiu a minha rede, me pondo em contato com outros sujeitos e coletivos comprometidos com a cidadania participativa e a democracia para além do voto na cidade. Achava que, de alguma forma, essa ideia pioneira e necessária deveria ser desenvolvida e replicada in loco, feita com perspectivas e práticas do território, socializando e popularizando o conhecimento. Daí com o Edital da Agenda 2030, surgiu a oportunidade”, disse Jorge Peixoto.

Curso de Políticas Públicas 2019

Conheça o projeto

Outras Notícias

id felis mi, tempus nec tristique luctus