Casa Fluminense e organizações do GT2030 realizam debate sobre justiça socioambiental e saneamento no Rio em tempos de pandemia

Categorias
Texto por
Comunicação Casa
Data
25 de maio de 2020

Realizar qualquer debate em tempos de pandemia é uma responsabilidade grande, sobretudo quando o país ainda apresenta altas taxas de letalidade por COVID-19, marcadamente concentradas nas periferias metropolitanas. São nesses territórios que as desigualdades se apresentam em diversas faces, desde a dificuldade de acesso à água limpa até as enchentes anuais, que fazem as pessoas perderem tudo. Quem acompanha estas dinâmicas sabe que as crises sanitárias são recorrentes no Rio de Janeiro.

Atentos ao agravamento deste cenário, nesta próxima quinta-feira, dia 28 de maio, será realizado o debate público virtual “Justiça socioambiental e saneamento no Rio de Janeiro: pensando as cidades em tempos de pandemia”, uma iniciativa da coalizão de organizações da sociedade civil brasileira que dissemina e monitora a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Brasil, o GT Agenda 2030 – Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030.

O evento apresentará um posicionamento das organizações sobre esses temas e será também um marco da atualização da Agenda Rio 2030, documento organizado em rede pela Casa Fluminense com propostas de políticas públicas para superação das desigualdades na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Dos temas em debate, a justiça ambiental é um dos valores e o saneamento, um dos 10 eixos dessa publicação que é atualizada todo ano eleitoral.

Quer contribuir com a construção da nova Agenda Rio 2030 também? Acesse aqui

Nesse sentido, as discussões ajudarão a territorializar e monitorar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável a partir do atual contexto brasileiro e, especialmente, do Rio de Janeiro. É nessa perspectiva que a Casa faz parte do GT2030 como ponto focal do ODS 11, pautando Cidades e Comunidades Sustentáveis.

“Da angústia por tudo o que estamos passando e por não poder realizar esse encontro de forma presencial, em nossa sede, em função de todas as consequências trágicas que as desigualdades têm acentuado durante a pandemia. À satisfação de poder dividir, com as organizações parceiras, convidados e público online, a construção de um horizonte mais justo para as metrópoles”, comenta Vitor Mihessen, um dos coordenadores da Casa e organizadores do evento.

Vitor estará na mesa de abertura e Thábara Garcia, pesquisadora da Agenda Rio 2030, estará na Mesa 2 – Justiça Sócio-Territorial e Cidade em Tempos de Pandemia, conduzindo a conversa com Juliana Marques, do Data_Labe, laboratório de dados e narrativas da Favela da Maré, e Magda Gomes do Coletivo Rocinha Resiste.

Coordenam conjuntamente este evento a ActionAid Brasil, a Casa Fluminense, o Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS) e a Rede Brasileira de População e Desenvolvimento (REBRAPD). A iniciativa é do Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030, com apoio financeiro da União Europeia no Brasil.

Confira a programação completa:

Justiça Socioambiental e Saneamento no Rio de Janeiro: Pensando as Cidades em tempos de pandemia

Serviço
Data: Quinta-feira, 28/05/2020
Horário: 9h30 às 12h30
Local: https://tinyurl.com/debate-rj-ods

9h30 – 9h45: Mesa de Abertura

Mediação: Richarlls Martins (REBRAPD)

Carolina Mattar (IDS), Francisco Menezes (Action Aid) e Vitor Mihessen (Casa Fluminense)

9h45 – 10h45: Mesa 1 – Cidades sustentáveis, Saneamento e Segurança Hídrica em Tempos de Pandemia

Mediação: Lívia Salles (Action Aid)

Expositores: Ana Lucia Britto (UFRJ), Guilherme Franco Netto (FIOCRUZ), Guilherme Checco (IDS)

10h50 às 11h50: Mesa 2 – Justiça sócio-territorial e Cidade em Tempos de Pandemia

Mediação: Thábara Garcia (Casa Fluminense)

Expositoras: Juliana Marques (Data_Labe/Cocozap), Magda Gomes (Coletivo Rocinha Resiste)

11h50 – 12h: Encerramento

Outras Notícias

vel, ut dictum Lorem ut leo. quis, odio risus