Document

O que é o mapa

O Mapa da Desigualdade é uma publicação da Casa Fluminense que reúne um conjunto de indicadores socioeconômicos sobre os municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, a partir da análise de bases governamentais e empresariais e da Geração Cidadã de Dados (GCD), organizados pelas justiças econômica, racial, de gênero e climática.

Download - Mapa Desigualdade

O que você encontra no mapa

Casa Fluminense

40

Indicadores

Casa Fluminense

22

Municipios

Casa Fluminense

10

eixos temáticos
organizados por
4 justiças

Casa Fluminense

23

bases consultadas públicas e privadas e geração cidadã de dados

Explore o mapa

O Mapa da Desigualdade 2023 traz como inovação o uso de uma ferramenta que vai permitir a consulta e download de todos dados apresentados na publicação. A plataforma ArcGis Online é um Sistema de Informações Geográficas (SIG) que permite que a atualização dos dados do Mapa da Desigualdade seja feita continuamente, sempre que haja alguma nova informação nas bases de dados utilizadas.


Navegue pelo mapa

Clique nos municípios
e veja alguns dados
que retratam as
desigualdades

Maricá Maricá Japeri Magé Queimadoss Paracambi Rio de Janeiro NovaIguaçu Duquede Caxias Mesquita BelfordRoxo Itaguaí Cachoeirasde Macacu São Joãode Meriti São Gonçalo Tanguá Petrópolis Itabor Nilópolis Niterói Rio Bonito Seropédica Guapimirim
Download - Mapa Desigualdade
Casa Fluminense

@casafluminense

Somente em 2022, foram registrados na RM 3.584 tiroteios e 51 chacinas, 41 delas em decorrência a operações policiais. A capital do Rio é a recordista nos dois tipos de ocorrência, O governo Castro é responsável por 3 das 5 chacinas mais letais da história do estado.

Casa Fluminense

@casafluminense

Em 17 municípios, 3 em cada 4 pessoas em situação de rua são negras. Os municípios que apresentam as maiores taxas são: Tanguá, Rio Bonito e Nova Iguaçu.

Casa Fluminense

Casa Fluminense @CasaFluminense

Segundo IBGE, no Brasil, o trabalhador formal e informal branco recebe 75% a mais do que pretos e pardos. Para postos formais, no Rio de Janeiro, trabalhadores brancos recebem 41,9% a mais do que negros.  

Casa Fluminense

Casa Fluminense @CasaFluminense

Dentre os 22 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, apenas sete têm delegacias especializadas de atendimento à mulher.


Acervo Mapa

Apoie esse projeto

Download - Mapa da desigualdade

* campos obrigatórios
Donec ut ut risus. vel, Aliquam adipiscing