8º Fórum Rio vai discutir o papel da sociedade civil no processo de monitoramento das novas gestões

Categorias
Texto por
Comunicação Casa
Data
9 de novembro de 2016

Com o fim do ciclo Copa e Olimpíadas e a conclusão das eleições municipais, o Rio se prepara para entrar em uma nova etapa da sua história política. Desde 2013, a Casa e sua rede de parceiros buscou atuar para garantir que a agenda desse novo momento estivesse comprometida com a promoção da igualdade, o aprimoramento da gestão pública e o desenvolvimento sustentável. No 8º Fórum Rio, que acontece no próximo dia 26 no MAC Niterói, de 09h às 18h, damos sequência a esse processo, celebrando as conquistas da Campanha #Rio2017 e visualizando juntos o desafio de monitoramento e atuação conjunta no debate que virá. O encontro da rede vai trazer como temáticas centrais o papel da sociedade civil no processo de transição dos novos governos e o monitoramento dessa gestões no período 2017-2020.

Inscrições encerradas!

A parte da manhã será dedicada ao aprofundamento das propostas levantadas na Agenda Rio 2017 e demais documentos reunidos ao longo da Campanha. O objetivo é pactuar o conjunto de diretrizes a ser defendido como prioridade frente às novas administrações. Seguindo as temáticas mais discutidas na rede, três mesas de trabalho acontecem paralelamente em torno dos temas mobilidade urbana, saneamento básico e segurança pública. Quais devem ser as primeiras medidas tomadas pelos novos prefeitos nessas agendas? 

Após o almoço, deixamos o debate sobre o que defender e passamos à troca de ideias sobre as estratégias possíveis para potencializar nosso pleito frente às novas administrações e esfera pública em geral. O monitoramento da oferta de serviços e condições de vida é uma ferramenta central para interação qualificada com o poder público. Para isso, a regulação e implantação plena da Lei de Acesso à Informação nos municípios aparece como etapa chave para a conquista de governos mais abertos. Como aprimorar nossa capacidade de acesso a essas ferramentas? Como torná-las mais efetivas na defesa das prioridades da rede? Em paralelo, um roda de conversa será organizada em torno do desafio da articulação de atores da sociedade civil. Quais são os obstáculos à atuação conjunta? Como a Casa pode se tornar cada vez mais um espaço que fomenta e catalisa essa integração? 

O evento vai contar ainda com a Feira de Integração, na qual as organizações da rede poderão apresentar novas publicações e campanhas, reafirmando a vocação do Fórum a ser espaço encontro e troca. O diálogo vai se dar também com o campo artístico, com a abertura do MAC à realização e participação no Fórum, em sintonia com seus princípios de museu aberto, poroso e perpassado às questões que atravessam a vida e o cotidiano do homem contemporâneo. Os participantes poderão conferir a exposição Era uma vezdo artista Vinícius Ferraz, sobre violência na infância.

8° FÓRUM RIO – Programação
26/11 – 09h às 16h
MAC Niterói – Mirante da Boa Viagem s/nº

09h00 – Credenciamento e café da manhã
Pátio externo

09h45 – Abertura
Auditório

10h15 – Grupos Temáticos
Quais devem ser as primeiras medidas tomadas pelos novos prefeitos? Como a sociedade civil deve atuar para garantir a prioridade dessas agendas?

Grupo 1 – Mobilidade Urbana  Auditório

Grupo 2 – Saneamento Básico Varanda I, 2° piso

Grupo 3  – Segurança Pública Varanda II, 2° piso

12h30 – Almoço
Pátio externo

14h00 – Participação e monitoramento de políticas
Grupo 1 – Monitoramento e Lei de Acesso a Informação (LAI) Varanda I, 2º piso

Grupo 2 – Desafios para a atuação e fortalecimento da sociedade civil: como a Casa Fluminense pode apoiar ações conjuntas entre parceiros diversos? Varanda II, 2º piso

16h00 – Apresentação cultural e encerramento 
Pátio externo

SERVIÇO DE VANS 

Guapimirim
Praça da Emancipação – Centro Guapimirim
Saída às 7h30 | contato do responsável: Mario Macaco (21) 99169-5195

Duque de Caxias
Centro de Caxias, Museu de Ciência e Vida (Rua Ailton da Costa, 25,  Jardim 25 de Agosto)
Saída às 8h

Glória
Rua do Russel, 76, em frente à estação de metrô
Saída às 8h  |  contato do responsável: Silvia Noronha (21) 99464-0479

agendario

Outras Notícias