Organizações da sociedade civil propuseram demandas aos candidatos à prefeitura de Guapimirim

Categorias
Texto por
Comunicação Casa
Data
22 de setembro de 2016

Mais de cem pessoas compareceram ontem ao encontro realizado no Grêmio Recreativo Musical Guapiense com o objetivo de apresentar demandas aos candidatos a prefeito de Guapimirim. Os postulantes Paulo Micena (PC do B) e Noemi (Rede) assinaram o compromisso com a Campanha #Rio2017. O representante da candidata Ismeralda Garcia (PMDB), através de procuração, também assinou o acordo. Já a representante da postulante Marina do Modelo (PSDB) informou durante o evento que a candidata vai estudar o conjunto de documentos. Os candidatos Zozimo Lopes (PTC), Zelito Tringuele (PDT) e Ivan Romualdo (PMB) não compareceram ao fórum.

Quinze candidatos ao cargo de vereador no município também marcaram presença no evento. Durante a noite do encontro, doze deles se comprometeram com as propostas da Campanha #Rio2017 e assinaram o conjunto de documentos.

O coordenador executivo da Casa Fluminense, Henrique Silveira, abriu o fórum com a apresentação dos 12 temas da Agenda Rio 2017, documento que reúne propostas com foco na construção de uma metrópole mais democrática e sustentável para todos. Henrique enfatizou a importância da mobilidade, dos cuidados com a Baía da Guanabara, da transparência, do controle e participação social, entre outros eixos da Agenda.

No segundo bloco do evento, os candidatos à prefeitura de Guapimirim e os representantes dos faltosos tiveram a oportunidade de apresentar resumidamente os respectivos programas de governo para o público presente. Noemi, da Rede, disse que seu governo irá criar órgãos de regulação dos serviços públicos a fim de fiscalizá-los. Muito aplaudida, a candidata enfatizou que a sua proposta política é a da igualdade.

A representante de Marina do Modelo, do PSDB, explicou que a candidata pretende melhorar a qualidade de ensino e fortalecer as escolas municipais. Ela explicitou a importância de Guapimirim ter um plano diretor tal como sugerido pela fala de uma moradora. Além disso, caso seja eleita, Marina irá criar um centro especializado para atendimento a mulheres em situação de violência.

Já o candidato do PC do B, Paulo Micena, disse que vai priorizar a descentralização da gestão, firmando muitas parcerias porque precisa de participação popular para governar. Além disso, Micena destacou que, se eleito ao cargo de prefeito, deseja lutar por uma política transparente e democrática.

Em seguida, foi a vez de a sociedade civil propor demandas aos candidatos, que tiveram dez minutos para reagir aos questionamentos do público. Temas como a participação social, transportes mais eficazes, foco na transparência e o combate à corrupção foram alguns dos assuntos mais debatidos. A elaboração de um Plano Diretor para a cidade, que até hoje não foi feito, também esteve entre as principais reivindicações.

O encontro foi promovido pela Casa Fluminense, Fórum da Agenda 21 de Guapimirim, ComARC, Tverde, COOP Salve Verde, Grêmio Musical, Federação das Associações de Moradores do Município de Guapimirim (FAMMUG), Associação de Radiodifusão Comunitária e Ecológica Jardim Guapimirim (Rádio JGFM), Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Guapimirim (ACIAG), Nascente Pequena, Blog Guapimirim News, Sindicato dos Servidores Públicos Municipal de Guapimirim e Associação Guapiense de Integração Renovadora(AGIR).

Outras Notícias

Download - Mapa da desigualdade

* campos obrigatórios
ut facilisis consectetur vel, leo nunc tristique Praesent