Nota do Observatório Cidade integrada sobre destruição do memorial às vítimas da Chacina do Jacarezinho

Categorias
Texto por
Comunicação Casa
Data
12 de maio de 2022

O Observatório Cidade Integrada recebeu com surpresa a notícia, na tarde desta quarta-feira (11/05/2022), da destruição do Memorial aos mortos da Chacina do Jacarezinho, inaugurado na última sexta (06/05/2022). O Memorial foi uma ação concreta para lembrar as 28 vidas perdidas durante a Chacina, sejam elas civis ou militares, vítimas da política de violência que os governos do Estado vem aplicando contra a população de favela, em sua maioria composta por pessoas negras, ano após ano, por diferentes governantes que ocupam esta posição.

Lideranças, moradores e familiares se reuniram para a inauguração do Memorial em respeito e protesto aos 28 mortos. Foto: Larissa Amorim

O Observatório reforça que todos são vítimas dessa ação do estado, incluindo policiais que arriscam suas vidas em operações contra a chamada “guerra às drogas” que só tem como foco territórios pobres e negros.
O monumento fez parte da programação de atividades promovidas pelo Observatório na última semana, que contou ainda com mutirão de grafite e lambes, rodas de conversa para pensar o Jacarezinho que queremos – Agenda 2030, e intervenções urbanas. Tudo isso foi realizado com o objetivo de mostrar que a violência não pode ser o único caminho do Estado se fazer presente nas favelas.

Enquanto a violência for a única resposta do Estado às populações vulnerabilizadas, a sociedade civil continuará se articulando em prol dos direitos humanos para defender estes espaços. Entretanto, acreditamos que isso deverá ser feito através do diálogo e construção de políticas públicas em conjunto com instituições como Defensoria Pública, como fizemos até este momento.

Momento de inauguração do Memorial foi marco de um ano da Chacina. Foto: Larissa Amorim

Reforçamos que todas as vidas importam e que o Memorial foi uma forma de direito à memória para as famílias que perderam seus filhos, mesmo após o arquivamento da investigação de 24 das 28 mortes ocorridas no Jacarezinho no dia 6 de maio de 2021.

Nota assinada por:

1- LabJaca
2- IDPN
3- Meu Rio
4- FAFERJ
5- Casa Fluminense
6 – Ouvidoria da defensoria pública do Rio de Janeiro
7 – Rede de Observatórios da Segurança
8 – UNEAFRO Brasil
9 – Movimenta Caxias
10 – Coalizão Negra por Direitos
11 – Movimento Moleque
12 – CESeC
13 – Associação Juízes para a Democracia (AJD)
14 – GENI UFF
15 – Talitria Petrone
16 – LAV UERJ
17 – NECso UFF

Outras Notícias

Download - Mapa da desigualdade

* campos obrigatórios
libero libero. felis sit nunc diam justo