Mostra de Curtas Rio 2030 divulga resultado da seleção para o Fórum Rio 2019

Categorias
Texto por
Larissa Amorim
Data
11 de outubro de 2019

Em ritmo de contagem regressiva para o Fórum Rio 2019, já temos o resultado das produções audiovisuais que foram selecionadas para a Mostra de Curtas Rio 2030, uma das novidades desta edição. Os oito curtas selecionados serão exibidos na sexta-feira, dia 18 de outubro, de 16h às 17h30, na sede da SerCidadão, localizada no bairro de Santa Cruz. No dia da exibição, a equipe curadora da Mostra vai revelar o filme escolhido para receber a premiação de R$ 500. A curadoria foi feita pelos parceiros da Quiprocó Filmes, Fernando Souza, Gabriel Barbosa e Maria Gabriela, Heraldo HB, do Gomeia Galpão Criativo e Cineclube Mate Com Angu, Luana Pinheiro, produtora cultural e realizadora audiovisual da Baixada, e Yasmin Monteiro, assessora de mobilização da Casa Fluminense.

“Recebemos um total de 45 filmes inscritos e a tarefa de seleção não foi nada fácil. Tivemos acesso ao trabalho de diversos realizadores independentes e por isso decidimos ampliar o número de curtas na exibição, de seis para oito, em busca de visibilizar mais narrativas alinhadas com a proposta desta Mostra Rio 2030. Quem assistir aos filmes verá que cada um deles dialoga ricamente com as mais diversas temáticas que atravessam os desafios vividos pela metrópole do Rio e contribuem para a construção de uma visão de futuro”, comentou Yasmin Monteiro.

Parabéns aos selecionados! Confira a lista abaixo das produções que vão integrar a Mostra de Curtas Rio 2030:

Peixe 2019 (17’)

Direção e produção: Yasmin Guimarães e Gabriel Quintão
Sinopse: Marina é uma jovem mulher que trabalha em Belo Horizonte realizando entregas com a sua bicicleta. 
tema: mobilidade urbana

Interrogação (ou Psicopata Legalizado) (01’)

Direção e produção: Moisés Pantolfi e Luan Mancini
Sinopse: Chovia na noite de segunda feira (17/09) no Rio de Janeiro. Rodrigo Alexandre da Silva Serrano, de 26 anos, desceu a ladeira para esperar a mulher e os filhos com um guarda-chuva preto. De repente três disparos.
tema: Segurança Pública e Direito à Vida

Arte a Metro (15’)

direção e produção: Thiago Magalhães
sinopse: O filme retrata o dia-a-dia de músicos independentes que se apresentam no metrô do Rio de Janeiro e os desafios que enfrentam para divulgar seu trabalho. Sua filosofia de vida e o modo como encaram a arte transformam os vagões em verdadeiros espaços de resistência da cultura, em tempos onde o conservadorismo está em voga.
tema: Mobilidade urbana

Infância (09’)

direção e produção: Antônio Douglas, Alexandre Ferreira e Luiz Silfer.
sinopse: O documentário mostra a história de crianças de um bairro  de Belford Roxo, RJ, suas relações com a comunidade, como vivem sua infância e suas expectativas quanto ao futuro. 
tema: cidade para conviver

Tupinambás – Vozes da Caminhada (14’)

direção e produção: Rodrigo Brucoli
sinopse: Há 18 anos, todas as aldeias da terra indígena de Olivença, na Bahia, se reúnem na Caminhada Tupinambá. Suas vozes expõem a força dos mártires do passado e as principais lutas que os povos indígenas enfrentam hoje para poder exercer a sua identidade.
tema: Segurança Pública e Direito à Vida

Neurovia Trem System (09’)

direção e produção: Luiz Henrique e Lena F. A.
sinopse: No Rio de Janeiro, o sistema ferroviário serve como uma das armas do governo para marginalizar populações periféricas. O filme procura investigar o trem e como ele se relaciona com os indivíduos e a cidade.
tema: Mobilidade urbana

Oitenta (04’)

direção e produção: Angelo Pignaton
sinopse: Pessoas relatam como parentes próximos morreram em ações policiais.
tema: Segurança Pública e Direito à Vida

Sob o mesmo teto (13’)

direção e produção: Coletivo Olho Vivo
sinopse: Quantos corpos ocupam o mesmo espaço? Quantos espaços certos corpos podem ocupar? “Sob o mesmo teto” é um curta-documentário sobre a Casa Nem, um espaço de luta e empoderamento que nasceu em um dos bairros mais famosos da cidade maravilhosa, a Lapa. Trans-correndo pelas histórias dos sujeitos que lhe deram vida, o filme fala sobre dores, afetos e alegrias. Sobre trans-sujeitos que fizeram (r)existir esse espaço que modificou suas vidas e de todos aqueles que dele fizeram parte.
tema: Segurança Pública e Direito à Vida

Outras Notícias

et, non sed ut fringilla ipsum eget luctus