Na busca da autonomia, Sou Nós ensina e aprende com as mulheres de São Gonçalo

Texto por
Luize Sampaio
Data
29 de outubro de 2021

Com uma produção 100% feminina, o coletivo Sou Nós nasceu recentemente em São Gonçalo com objetivo de criar um espaço de  capacitação para mulheres em vulnerabilidade social. Entre as atividades oferecidas estão as aulas de corte e costura, oficinas de artesanatos e também apoio na alfabetização das mulheres do antigo lixão de  Itaoca.  Saiba mais sobre Coletivo Sou Nós por 3 prismas: 

1- Atuação com Brechó Social 

Para conseguir multiplicar as atividades e fazer a sustentabilidade do projeto, as coordenadoras tiveram a ideia de criar um Brechó Social onde são vendidas peças customizadas feitas nas oficinas pelas alunas e outras peças doadas pelo território.  Toda a renda arrecadada no brechó é usada para dar continuidade às ações oferecidas pelo coletivo, que está em busca da sua autonomia enquanto proporciona e inspira suas alunas a buscarem formas de terem sua própria renda também.                                             

Debora Antunes, coordenadora do Sou Nós, na sede recém inaugurada do brechó em Itaúna, São Gonçalo. Foto: Paulo Oliveira/ Casa 4

2- Conversa com o território 

A falta de emprego e déficit na educação são apontados como os principais problemas estruturais que o coletivo enfrenta diretamente em São Gonçalo, principalmente na sua atuação no antigo lixão de Itaoca. A coordenadora do Sou Nós, Débora Antunes, conta que a situação hoje é um ciclo vicioso de desamparo. 

“As mulheres não conseguem emprego porque elas não têm escolaridade e uma coisa vai puxando outra, essa situação acaba gerando outros problemas. Por estarem nessa situação, elas acabam muitas vezes não tendo acesso a alimentos, água, luz e banheiro. Por isso queremos conseguir criar um fundo e continuar atuando apoiando outras organizações e também para financiar outras ações de assistência, além das atividades de  cultura e esporte aqui da cidade”, contou Débora. 

Além do brechó, o Coletivo Sou Nós também realiza oficinas de alfabetização com os moradores de Itaoca em São Gonçalo. Foto: Paulo Oliveira/ Casa 4

3- Efeito Sou Nós

Autonomia e renda, a missão do coletivo é conseguir acolher com respeito às histórias das mulheres atendidas e também oferecer um espaço para que elas possam ressignificar suas histórias. Com menos de um ano de trabalho, o coletivo já conseguiu impactar, direta e indiretamente, a vida de cerca de 100 mulheres. 

Acompanhe o Sou Nós:

https://www.instagram.com/sounosoficial/

Outras Notícias

Download - Mapa da desigualdade

* campos obrigatórios
dapibus elit. ut Curabitur nunc odio libero Donec risus. massa lectus