Das senzalas às prisões

Categorias
Texto por
Aline Souza
Data
6 de março de 2018

 

A Casa Fluminense vai apoiar a realização do Seminário Das senzalas às prisões: filtragem racial em tempos de intervenção, que acontece no dia 14 de março fazendo parte da Campanha 21 Dias de Ativismo contra o Racismo, juntamente com o o ISER e Comissão de Acompanhamento, Permanência e Apoio às Ações Afirmativas do PPGSS-UFRJ. O debate vai abordar a relação entre racismo estrutural e intervenção federal, os riscos que essa medida apresenta para o direito à vida e à liberdade, refletidas no genocídio e no aumento do encarceramento do povo negro, bem como as possíveis políticas de reparação.

Para Rafaela Albergaria, mestranda em Serviço Social pela UFRJ e pesquisadora do ISER, “o racismo não faz parte do nosso passado, ele é o passado e o presente somados, determinando o alto índice de assassinatos de jovens negros, gerando uma grande maioria de pessoas negras nas prisões e nos piores postos de emprego, destituídos dos direitos mais essenciais e presença em minoria nos espaços de poder”, explica.

A programação inclui palestras de Denilson Araujo de Oliveira – Professor do PPG Geografia FFP-UERJ e
Coordenador do NEGRA; Gizele Martins – Jornalista, Comunicadora Popular, Moradora da Maré,
componente da Equipe CDH/ ALERJ; Renata Tavares – Defensora Pública do Tribunal do Júri da Comarca de Duque de Caxias; Comissão Estadual de Reparação ao Povo Negro.

Serviço: Seminário Das Senzalas às Prisões

14 de março de 2018 – 18h às 21h
Museu da República- R. do Catete, 153 – Catete, Rio de Janeiro

Acesse o evento no FB

Confira  outras atividades da campanha AQUI

Fórum Rio Japeri

Conheça o projeto

Outras Notícias

tristique mattis risus. vulputate, fringilla dolor dapibus facilisis id, tempus